Skip to content

Como corrigir a postura

07/10/2011

Tânia (nome fictício) chegou ao meu ateliê com a queixa de que se sentia desajeitada e achava que sua postura era ruim, se sentia “desleixada”.

Perguntei-a o que imaginava que poderia fazer para se sentir melhor, como poderia “corrigir” a sua postura, sua maneira de se organizar para o seu cotidiano.

A primeira coisa que fez foi endurecer a musculatura das costas e jogar os ombros para trás. Parecia um soldadinho de chumbo tentando manter uma postura militar.

Porém, era incapaz de ficar nesta posição sem que em poucos minutos começasse a sentir dor e cansaço. Para se manter nesta posição usava força e tensão muscular. Não era uma solução encontrada a partir de sua propriocepção, por sentir que ali era um lugar no qual poderia passar muitas horas, sentar, trabalhar no computador, dirigir, andar, viver o seu dia a dia. Era quase uma imposição do que ela imaginava que seria o correto.

Como ela mantinha seus ombros tombados para frente e a caixa torácica inclinada para dentro, esta foi a forma que ela achou para ter a sensação de estar reta.

Mas estar reta não é exatamente a imagem que devemos ter em mente quando queremos melhorar nossa postura.

Vamos pensar um pouco sobre o que é postura. Postura é como nos postamos? Como nos colocamos quando estamos parados?

Na verdade, nossa postura é dinâmica e nunca estamos de fato imóveis.

O que chamamos de postura é um intervalo entre ações, no qual devemos estar prontos para qualquer movimento, qualquer ação que venhamos a realizar.

Desta forma, estar rígidos e retos não é exatamente uma imagem adequada.

Comecei o trabalho ajudando Tânia a sentir o excesso de tensão que ela carregava nos ombros e nas costas, e a falta de percepção que ela tinha do volume de sua caixa torácica, frente, lados e atrás.

No decorrer dos nossos encontros ela aprendeu a sentir o seu corpo e como se organizar de uma maneira mais confortável para se sentir mais bonita e menos desajeitada, sem ter que viver numa luta entre os ombros caídos prá frente e as costas tensas e “retas”.

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: